Destaques

Nova série com participação da médica brasileira Karina Oliani busca cidade perdida no coração da Amazônia


A médica brasileira Karina Oliani integra grupo de expedicionários que vasculha selva à procura de cidades ancestrais cuja história é marcada por mortes misteriosas


Na década de 1980, três expedicionários empreenderam buscas pelas lendárias cidades-irmãs Akakor e Akahim – localizadas nas porções peruana e brasileira da Amazônia, respectivamente, elas seriam povoadas por uma civilização ancestral, com milhares de anos de história e estariam protegidas pela floresta impenetrável. Os três desapareceram sem deixar rastros.

Após quase 40 anos, o Discovery retoma a missão em uma nova expedição documentada na série A MALDIÇÃO DE AKAKOR (The Curse of Akakor) – com estreia na quinta-feira, 20 de janeiro, às 22h. A produção também estará disponível no discovery+, a partir do mesmo dia.

A produção acompanha todos os passos da equipe internacional liderada pelo jornalista Paul Connolly e formada pela médica brasileira Karina Oliani, o geólogo Martin Pepper, o ex-agente do FBI Bobby Chacon, a especialista em sobrevivência Megan Hine e o especialista em tecnologia Brennon Edwards.

Guiado pelos relatos sobre Akakor e munidos de equipamentos de ponta, o grupo se aventura em uma das regiões mais inóspitas e perigosas do planeta na tentativa de averiguar dois grandes mistérios: Akakor e Akahim existem? O que houve com os expedicionários que desapareceram mais de três décadas atrás?

O americano John Reed desapareceu na floresta em 1980; em 1983, o suíço Herbert Wanner também sumiu na selva brasileira; alemã, Christine Heuser despareceu em 1987. Além deles, em 1984, o jornalista alemão Karl Brugger, que apurava os mistérios de Akakor, foi assassinado a tiros no Rio de Janeiro. Todos tinham o interesse comum nas cidades lendárias.

Cercada por mortes misteriosas, a história de Akakor e Akahim ganhou significado de maldição. Agora, o grupo liderado por Paul quer descobrir o que há de verdade nos relatos sobre ambas as cidades e conseguir explicações sobre as mortes de John, Christine e Herbert. Para isso, eles irão navegar as águas profundas do rio Amazonas, fazer longas caminhadas em meio à selva, escalar paredões e enfrentar os inúmeros perigos da floresta inexplorada.

A jornada começa nas matas fechadas do Peru, a leste dos Andes, onde Akakor estaria localizada. De lá, eles irão para a região norte do Brasil – o suposto local onde estaria Akahim é também o último paradeiro conhecido dos expedicionários desaparecidos.

Quanto mais eles se embrenham na selva, maior e mais complexo se torna o mistério. No esforço de conseguir respostas, a o grupo se depara com a controversa figura de Tatunca Nara, guia germano-brasileiro que vive na floresta, ele se diz descendente da civilização de Akakor e esteve em contato com Karl Brugger.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário

google.com, pub-9520917601195140, DIRECT, f08c47fec0942fa0