Destaques

Canal Discovery e discovery+ estreiam a nova temporada de A Grande Família do Alasca


Bear Brown em cena da série


“Nosso pai sempre nos disse que um dia teríamos de continuar sem ele, mas não estávamos preparados para a sua partida”, com essa fala de Gabe Brown e as imagens do atendimento de emergência a Billy Brown tem início a sexta temporada de A GRANDE FAMÍLIA DO ALASCA (Alaskan Bush People).

 Com estreia na segunda-feira17 de janeiro, às 22h, no canal Discovery e disponível no mesmo dia no discovery+, a safra inédita é a primeira sem a presença de Billy, morto em fevereiro do ano passado após sofrer uma convulsão. São episódios de uma hora que acompanham a família na difícil tarefa de recomeçar em meio ao luto. Todos sabem que nada será como antes sem Billy, o esteio da família. No entanto, a sua ausência e o luto se mostram muito difíceis para os Brown, que também tiveram sua propriedade devastada por um incêndio de grandes proporções.

A temporada começa com imagens gravadas seis meses antes da morte de Billy e do incêndio. A família havia recentemente decidido sair do Alasca rumo a uma propriedade de 160 hectares no estado norte-americano de Washington, onde Billy e os filhos trabalhavam para construir tudo do zero. Próximo à fronteira com o Canadá, no extremo norte dos Estados Unidos, o local é tão isolado – e frio – quanto a casa onde Billy e Ami Brown criaram seus sete filhos.

Logo após o incêndio, os Brown seguiram com os trabalhos intensos para construir o novo lar. Todos se uniram no projeto de realização dos sonhos de Billy e enfrentaram as intempéries para viabilizar todos os projetos que ele fazia para a propriedade: das casas e estábulos, a construção de uma tirolesa e um complexo de lazer, à possível exploração de ouro e prata. Mas a morte veio e, com ela, tudo mudou.

O Alasca parece então chamá-los de volta às origens e a mudança está perto de se tornar uma realidade. Apesar dos percalços, dificuldades e inseguranças desse processo de luto, os Brown permanecem unidos e prosseguem o sonho que Billy e Ami Brown começaram há quatro décadas.

O casal decidiu viver isolado e escolheu os bosques do Alasca como o lar para a família que estavam prestes a começar. Ali viram seus filhos crescer, compartilhando uma perspectiva singular da vida na virada do século e em meio à revolução digital.  Pescar, caçar, construir o próprio abrigo e cultivar o alimento foram as habilidades desenvolvidas além das fronteiras da civilização moderna. 

Os sete filhos – Matt, Bam, Noah, Gabe, Snowbird, Bear e Raindrop – estudaram em casa e aprenderam com a natureza a tirar proveito do que ela oferece e a se proteger dos perigos. Se por um lado são preparados, confiam em suas próprias mãos e conhecimentos para vencer intempéries, por outro desconhecem completamente os fenômenos do mundo globalizado. 

Para os Brown, não basta apenas conquistar a autossuficiência; é preciso prosperar cultivando a própria comida, cuidando dos animais, construindo as moradias para cada filho e fincando território em uma região ainda desconhecida e dominada por predadores.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário

google.com, pub-9520917601195140, DIRECT, f08c47fec0942fa0