Destaques

Mundial de Piscina Curta começa nesta quinta-feira com transmissão exclusiva do sportv


reprodução/sportv
Foi na cidade de Doha, no Catar, na edição de 2014 do Mundial de Piscina Curta, que os nadadores brasileiros alcançaram o título e a melhor campanha da história do país na competição, com dez medalhas, sete delas de ouro. Agora, outra cidade do Oriente Médio – Abu Dhabi, nos Emirados Árabes – recebe até o próximo domingo os principais nomes da natação na atualidade para a disputa da 15ª edição do torneio. O Brasil, que já conquistou 52 medalhas no total, estará representado por 20 atletas, entre eles o gaúcho Fernando Scheffer, medalha de bronze nos 200m livre nos Jogos de Tóquio deste ano. O sportv2 exibe todas as finais da competição, a partir das 11h desta quinta-feira, dia 16, com a narração de Milton Leite, comentários de Daniel Takata e Etiene Medeiros e reportagens de Karin Duarte.

“Espero que os brasileiros façam mais uma boa campanha no Mundial de Piscina Curta, melhorando seus tempos e conquistando medalhas. Guilherme Guido e Nicolas Santos são dois atletas que vem despontando em piscinas curtas, mas tenho certeza de quem todos darão o seu máximo. É minha primeira vez como comentarista. Confesso que fiquei com um frio na barriga e nervosa antes de aceitar o convite, mas agora estou bem animada, porque estarei do outro lado, enxergando o evento de outra maneira, trazendo informações, curiosidades e imaginando o que está se passando na cabeça dos nadadores. Vai ser uma experiência incrível”, diz a comentarista Etiene Medeiros, dona de três medalhas de ouro em Mundiais de Piscina Curta.

Antes das primeiras braçadas, sportv e TV Globo prepararam uma série de conteúdos especiais sobre os nadadores brasileiros. Nesta quarta-feira, dia 15, Karin Duarte mostra no ‘Jornal Hoje’ quais são os segredos de nomes como Nicholas Santos, João Gomes e Felipe Lima, atletas acima dos 35 anos, que chegam ao evento com grandes chances de pódio. À noite, o ‘Jornal da Globo’, conta como o Mundial pode marcar o início da ‘era Scheffer’ na natação brasileira e como o medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos, aos 23 anos, terá um importante papel de liderança na renovação da equipe até Paris-2024. No sportv, boletins diários, direto de Abu Dhabi, informam os principais resultados e o desempenho dos brasileiros. Na sexta-feira, dia 17, o programa ‘Ça Va Paris’ aponta como Nicholas Santos, aos 41 anos, pode quebrar recordes pessoais e igualar ou até superar Cesar Cielo, nosso maior medalhista, com 12 conquistas. A cobertura segue no ge, que lista nesta quarta-feira os cinco motivos para não perder as disputas do Mundial e acompanhar todas as finais em tempo real, com vídeos das provas.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário

google.com, pub-9520917601195140, DIRECT, f08c47fec0942fa0