Destaques

Demissão da Tv Globo ocorreu após denunciar assédio moral, diz Linhares Junior


Linhares Júnior

O narrador Linhares Júnior acusou a  Tv Globo de demiti-lo após uma denúncia de assédio moral feita contra o gerente de futebol da emissora, George Guilherme. Ele alega ter sido chamado de “ultrapassado” em uma reunião com o gestor. “Fui humilhado”, declarou Linhares ao Notícias da TV.

O narrador foi demitido em novembro, 20 dias depois de ir até a ouvidoria da Globo e reclamar da situação que havia ocorrido com ele. Por estar fora da emissora, Linhares não tem como saber se sua reclamação desencadeou alguma investigação.

A situação com George Guilherme, segundo Linhares, teria começado em 2019. “Após a saída dos antigos nomes que estavam no SporTV, como o Raul Costa Jr., e também com a chegada de outros gestores, comecei a notar que perdi espaço. E comecei a pedir para o George mais oportunidades em partidas da Série A, em eventos importantes”, relatou ele.

Após sua tentativa mal-sucedida de pedir ao gerente de futebol para fazer mais transmissões, o narrador se reportou para Joana Thimotheo, diretora de Eventos Esportivos. Ao saber do contato, George Guilherme teria se irritado com o colega de 59 anos.

“Ele me disse que eu não precisava mandar e-mail para ela, porque pareceu que estava passando por cima dele. Pedi desculpa se ele entendeu que foi essa a intenção, mas ela era gestora de todos nós. Depois disso, senti que perdi ainda mais espaço, mas que iria trabalhar em 2020 para recuperá-lo”, comentou.

Ao ficar duas semanas sem ser escalado, quando os eventos retornaram após a paralisação por conta da pandemia, ele solicitou uma reunião com George Guilherme em 22 de outubro.

O encontro ocorreu em São Paulo (SP), onde teria acontecido o assédio moral. Ao pedir novamente mais oportunidades de trabalho no SporTV, Linhares Júnior teria ouvido de Guilherme que ele seria um narrador ultrapassado, com um estilo antigo e que não cabia mais na TV atualmente.

“Eu me coloquei à disposição para ir ao Rio de Janeiro, onde se tem mais estúdios para transmissão, e ouvi que era um narrador com um estilo antigo e ultrapassado. Me senti humilhado. Fiz a denúncia na ouvidoria da Globo e, 20 dias depois, fui chamado para uma reunião. Falei com um amigo: ‘Ou irão me dar uma bronca ou vão me demitir’. Me demitiram”, relatou.

Consultada, a Globo falou sobre a demissão de Linhares Junior. “O desligamento do narrador foi uma decisão exclusivamente de gestão, prevista desde julho. Sobre as perguntas a respeito de compliance, a Globo não comenta assuntos da ouvidoria, mas reafirma seu total compromisso com a apuração criteriosa de todo relato de assédio, moral ou sexual, assim que a empresa toma conhecimento. A Globo não tolera comportamentos abusivos em suas equipes e incentiva que qualquer abuso seja denunciado. Neste sentido, mantém um canal aberto para denúncias de violação às regras do Código de Ética do Grupo Globo.”


Nenhum comentário

Deixe seu comentário

google.com, pub-9520917601195140, DIRECT, f08c47fec0942fa0