Destaques

Lei do Mandante chega ao Senado


Romário foi escolhido relator da Lei do Mandante no SenadoImagem: Waldemir Barreto/Waldemir Barreto/Agência Senado


O projeto da nova lei do mandante, que altera a regra de comercialização dos direitos de transmissão, foi aprovado pela Câmara em julho e agora chega ao Senado com relatoria de Romário (PL-RJ).

A leitura em plenário foi feita na semana passada, o que desencadeou o prazo para que os senadores propusessem emendas ao texto. O período expirou nesta segunda-feira (23), com apenas uma proposta. O senador Izalci Lucas (PSDB-DF) quer que os treinadores dividam igualmente com os jogadores os 5% de receita do direito de arena recebido pelos clubes.

O texto original da Lei do Mandante veio do Executivo. Ele tramita em regime de urgência e tem até 6 de outubro para ser votado no Senado, mas a inclusão na ordem do dia é um bom sinal para quem quer ver o projeto aprovado logo. A escolha de Romário como relator não gerou mobilização contrária dos clubes. A leitura nos bastidores, inclusive, é que a pauta está bem encaminhada, sobretudo após a articulação na Câmara que culminou com o formato atual do texto.

Esporte  e Mídia

Nenhum comentário

Deixe seu comentário