Destaques

Sérgio Maurício fala sobre a chegada da Fórmula 1 na Band


Reprodução)

O narrador Sérgio Maurício falou ao LANCE! sobre o que motivou ele a trocar o Grupo Globo pela Band e assim assumir as transmissões da Fórmula 1 na nova emissora. Além disso, contou o que o público verá na emissora paulista em termos de cobertura da categoria.

"O novo rosto da Fórmula 1 é o rosto de uma rainha. A F1 é como se fosse a categoria rainha, a principal categoria do automobilismo mundial. O que não era feito na Globo era o tratamento digno de rainha. Porque a rainha merece todos os cervos, tudo o que a gente pode dar de generosidade, espaço, alegria, demonstrar que gosta. E foi isso que a Band fez", disse.

"Comprou esse grande evento, algo mundial. É um evento fantástico e que está no top 5 dos eventos do mundo. A Band, apostando nisso, coloca a F1 não só sua programação, mas coloca a sua programação na F1", contou.

"Todos estão trabalhando de forma conjunta. O Neto no programa dele, o Datena, a Catia Fonseca, o jornalismo, a Rádio BandNews que já fazia a transmissão de Fórmula 1. Agora temos uma transmissão completa de rádio e TV. Acho que isso é o principal nesse novo rosto. A F1 agora tem o rosto da Band. O olho da Band. A Band já está tratando a Fórmula 1 como uma rainha".

"Eu fui recebido maravilhosamente pelos integrantes da casa, desde a diretoria até o camarim. Estou sendo tratado de uma maneira que eu me sinto muito honrado. O motivo principal que me levou a aceitar esse convite foi a oportunidade de narrar a Fórmula . Independente do dinheiro ou da ambição profissional, já que eu tenho 42 anos de profissão e 29 de TV Globo. Mas, a minha ambição era narrar a F1. Ter sido convidado pela direção da Band só me enche de orgulho", concluiu.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário