Destaques

Repórter da Tv Globo corre atrás de motorista que acelerou com microfone da emissora



Repórter precisou correr atrás de motorista que saiu com microfone (Imagem: Reprodução/ Globo)

O repórter Pedro Figueiredo passou por uma situação inusitada durante reportagem ao vivo no RJ1, da Globo, nesta terça-feira (16). Ele precisou correr atrás de uma motorista que acelerou com o microfone da emissora.

Tudo aconteceu enquanto o jornalista entrevistava pessoas que foram até um dos postos da campanha de vacinação contra a covid-19 do Rio de Janeiro. Enquanto estava conversando com um dos motoristas parados em fila de carros, um agente pediu para ele seguir na fila, que estava começando a fluir.

“Vamos andar aqui um pouquinho que andou, para não causar engarrafamento”, disse o jornalista, enquanto o seu entrevistado seguia.

Porém, o motorista – que estava com o microfone em sua mão – começou a acelerar o veículo e não parou mais. Enquanto dirigia para longe do repórter da Globo, o senhor ainda detalhava a situação: “A fila estava bastante grande, mas estava andando”.

O repórter ainda comentou: “Impressionante. O pessoal está há horas [na fila]. Na hora que a gente começou a trabalhar…”. Ofegante, Pedro conseguiu chegar no carro do seu entrevistado e passou a palavra para o senhor.

O motorista explicou que estava desde cedo esperando a sua ex-esposa ser vacinada contra a covid. Após a declaração dele, o jornalista da Globo encerrou a entrada ao vivo e brincou: “Nossa, eu corri bem!”.

Ainda no RJ1, Figueiredo voltou a falar. “Antes de terminar, que meu tempo tá acabando e meu fôlego também”, declarou ele, que completou listando outros pontos de vacinação em São Gonçalo.

No estúdio, a âncora do telejornal comentou sobre o episódio. “Perdeu o fôlego! Pedro correu ali, porque a gente viu, o seu Edson tá há duas horas na fila. Assim que a fila andou, ele já foi logo e o microfone ficou dentro, mas deu tudo certo!”, comentou Silviana Ramiro.

Pedro Figueiredo começou a correr atrás, juntamente com o repórter cinematográfico. “Seu Edson foi, temos que correr atrás dele, que está com o microfone! Vamos que vamos”, declarou o jornalista.

Com informalçoes,RD1 

Nenhum comentário

Deixe seu comentário