Destaques

Clubes não concordam com ameaça da Tv Globo de reduzir valor dos contratos do Brasileirão

reprodução



Os clubes receberam com rejeição a notificação em que a Globo ameaça reduzir os valores dos contratos sobre os direitos de transmissão do Brasileiro a partir de sua edição 2021. A informação foi publicada pelo blog do Rodrigo Mattos, no UOL Esporte.

Pelo menos seis dirigentes rejeitaram o pleito da emissora. Há alguns cartolas que ficaram irritados e entendem que o pleito não tem nenhum fundamento dentro do contrato. Houve por enquanto apenas discussões preliminares entre os clubes.

Um dos dirigentes consultados ressaltou que a Globo não sofreu nenhuma redução de receita de TV aberta em seu pacote de anunciantes. De fato, a emissora vendeu seu pacote futebol quase pelo mesmo preço de 2020. E diz que, se a emissora tiver perdas, terá de provar essa queda de renda. Afirmou que vai ignorar o documento.

Outro cartola entende que a Globo está repetindo o movimento internacional em que tentou reduzir os valores pagos e acabou rompendo os compromissos. Compreendeu que é um aviso, mas disse que não vê base para a redução de valores.

Um terceiro dirigente diz que contratos são para serem cumpridos e não vê por que reduzir seu compromisso com a emissora. Outro representante de clube diz que não vai acertar diminuição a não ser que a Globo queira devolver direitos —isto é, abrir mão por exemplo do pay-per-view.

Dois outros cartolas de clubes foram mais compreensivos com o pleito da Globo, mas igualmente não admitem redução pura e simples do contrato. Um deles entende que é uma medida jurídica da emissora para se salvaguardar, mas não detecta, nas condições atuais do contrato firmado, razão para que o valor seja reajustado.

Um dirigente entende que há clubes que têm remuneração superior aos outros por conta de garantias de pay-per-view —casos de Flamengo e Corinthians— e que a Globo pode querer cortar desses times. Mas também rejeita que o valor do seu contrato seja revisto a não ser que sejam oferecidas outras vantagens.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário