Destaques

TV Globo, GNT e Telecine preparam programação especial para o Mês da Consciência Negra


A TV aberta, fechada e o streaming preparam conteúdos especiais para o Mês da Consciência Negra. Na TV Globo, o destaque é o especial "Falas Negras", que vai ao ar no Dia da Consciência Negra, 20 de novembro, com 22 depoimentos reais de pessoas que lutaram contra o racismo e pela liberdade, a favor da justiça, em registros biográficos ou em vídeos hstóricos. Essas falas históricas são interpretadas por atores, todas em primeira pessoa, em um projeto criado por Manuela Dias, sob a direção de Lázaro Ramos. Desde os relatos coloniais de Nzinga Mbandi, que datam de 1626, aos ensinamentos pacifistas de Martin Luther King Jr., passando pela veemência de Malcolm X e Angela Davis, até a força de Marielle Franco, ou as dores de Mirtes Souza, mãe do menino Miguel, e Neilton Matos Pinto, pai de jovem João Pedro, "Falas Negras" mostra que o espírito de luta e de resistência dos povos afrodiaspóricos ultrapassa a barreira do tempo, os limites territoriais, e permanece vivo até os dias de hoje.

Idealizado e organizado por Manuela Dias, "Falas Negras" é dirigido por Lázaro Ramos, conta com Thaís Fragozo na pesquisa e Aline Maia como consultora e pesquisadora. Integram o elenco do especial Fabricio Boliveira, Babu Santana, Guilherme Silva, Ivy Souza, Naruna Costa, Taís Araujo, Heloisa Jorge, Barbara Reis, Mariana Nunes, Izak Dahora, Silvio Guindane, Olivia Araujo, Reinaldo Junior, Aline Deluna, Flávio Bauraqui, Bukassa Kabengele, Angelo Flavio, Samuel Melo, Aílton Graça, Tulanih Pereira, Valdineia Soriano e Tatiana Tiburcio. O especial vai ao ar no dia 20 de novembro, logo após "A Força do Querer".

Documentários no GNT

Já na TV paga, o GNT.Doc exibe ao longo do mês documentários que levantam discussões relevantes ao movimento negro e a luta pela igualdade racial. Os longas são exibidos toda segunda-feira, à 0h, com reapresentações aos sábados, às 2h, e aos domingos, às 23h15. Neste fim de semana, por exemplo, será reexibido "Antissocial: Relações abusivas no dia a dia", que debate o que acontece quando a falta de empatia se transforma em preconceito, violência e abuso. O documentário analisa como a neurociência e a psicologia avaliam as emoções e o julgamento moral e ainda aborda o machismo tóxico que oprime a mulher e as minorias. Além disso, discute como o racismo e outras formas de abuso do estado estruturam um sistema que precisa ser desmantelado.

No dia 16, o público vai poder rever o episódio "Racismo e Resistência", da primeira temporada da série documental "Quebrando o Tabu", em que a equipe mergulha em uma análise afiada a fim de desconstruir a ideia da democracia racial. O filme explora as barreiras estruturais enfrentadas por milhares de brasileiros negros, 130 anos após a abolição da escravidão. Vencedor do prêmio internacional MIPCOM Diversify TV Excellence 2019, na categoria "Representatividade de Raça e Étnica" (Representation of Race and Ethnicity), "Racismo e Resistência" foi exibido pela primeira vez em 2018, no GNT.

Para encerrar a programação especial, no dia 23, o GNT.Doc exibe "Carolina", um documentário sobre a vida da escritora Carolina Maria de Jesus, narrada através das falas de sua filha Vera Eunice, do biógrafo Tom Farias, das atrizes Andréia Ribeiro e Cyda Moreno.

E, já disponível no App Canais Globo, o longa "Mulheres Guerreiras com Lupita Nyong'o" traz a atriz em visita ao Benin para descobrir a inspiração das guerreiras de elite que protegiam o rei no filme "Pantera Negra". No caminho, ela desvenda a trajetória das Agoji e entende um pouco do reino de Daomé.

Seleção especial no Telecine

No mês marcado pelo Dia da Consciência Negra, o Telecine exalta o talento negro com títulos que são fundamentais para a luta contra o racismo e pela promoção da excelência preta. Divididos entre drama, suspense, romance e ação, os filmes ganham destaque ao longo de novembro na plataforma de streaming e serão exibidos em programação especial, na sexta-feira, 20, em todos os canais Telecine. No streaming ou na TV, o Telecine reitera que o cinema negro não é um gênero, mas sim a reunião de todos eles, como um movimento afrodiaspórico.

Cada gênero será contemplado a cada semana, com destaque para "Harriet", drama biográfico que conta a história da abolicionista e ativista americana Harriet Tubman e rendeu uma indicação ao Oscar para Cynthia Erivo; "Nós", suspense dirigido por Jordan Peele e estrelado por Lupita Nyong'o; "Rafiki", romance da diretora Wanuri Kahiu, que foi o primeiro filme do Quênia a ser exibido no Festival de Cannes; e "Raízes de Sangue", ação com direção assinada pelo ator, diretor e produtor musical Idris Elba.

No streaming do Telecine, as produções integram a cinelist Excelência Preta, que ainda traz nomes como Spike Lee, Chadwick Boseman e Denzel Washington, além de histórias reais, como a dos músicos Tim Maia e James Brown, e das três matemáticas negras Katherine Johnson, Dorothy Vaughan e Mary Jackson, cientistas que fizeram história durante a corrida espacial na década de 1960.

O Telecine possui mais de dois mil títulos em seu catálogo e oferece os primeiros 30 dias de acesso ao aplicativo de filmes gratuitamente para novos usuários.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário