Destaques

Claro almeja conquistar 60 milhões de clientes com sua Tv Box

Claro Box TV (Imagem: Reprodução/Site Claro)

A Claro tem um objetivo ambicioso para o Claro Box TV, e quer 60 milhões de assinantes no seu serviço de IPTV. O número supera (com folga) todo o mercado legítimo de TV por assinatura do Brasil, que oficialmente soma 15 milhões de acessos. Por outro lado, a empresa ainda aposta na TV a cabo tradicional, mas enxerga a necessidade de adaptar a plataforma.

A ambição foi divulgada em um evento de tecnologia pelo diretor de Produtos de Vídeo da Claro, Alessandro Maluf. Ele garante que o lançamento do serviço de IPTV é um “modelo alternativo” e que a operadora não irá descontinuar o formato tradicional, que exige antenas parabólicas ou cabos coaxiais.

Para atingir 60 milhões de domicílios com o Claro Box TV, Maluf mira em usuários de internet fixa de outras operadoras. Dados da Anatel mostram que o Brasil tinha 35 milhões de acessos de banda larga em outubro de 2020. No entanto, o levantamento da agência sofre com a subnotificação de diversos provedores que não informam os números.

Um ponto importante sobre a demanda pela TV por assinatura é comentado pelo executivo. Ele diz que “a pirataria está aí pra mostrar que o consumidor quer TV paga, mas acha o serviço caro”. A Associação Brasileira de Televisão por Assinatura (ABTA) estima que o Brasil tem 4,5 milhões de usuários de TV pirata.

TV paga deve estar atualizada com aplicativos

Maluf afirma que a Claro ainda vê demanda para o serviço de TV paga mas diz que ele “deve estar atualizado com aplicativos de conteúdo, como Netflix, Globoplay, Disney+, e assim por diante”.

No entanto, o único aplicativo de streaming presente na Claro NET TV (e também no Claro Box TV) é a Netflix. A operadora disponibiliza conteúdos da HBO, Paramount+, Fox e outras programadoras através do NET Now, mas não entrega a experiência completa das plataformas avulsas.

Claro Box TV está disponível em 9 cidades

Maluf afirma que o Claro Box TV opera em uma fase piloto e que tem tido boa aceitação dos usuários. Recentemente, a Claro expandiu a venda do serviços de IPTV para mais cidades, e está disponível para adesão em Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campinas (SP), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ), Santos (SP) e São Paulo (SP).

O Claro Box TV é bem mais barato que a TV paga tradicional: a mensalidade custa R$ 49,90 e dá acesso a mais de 80 canais pagos. O cliente recebe uma TV Box em comodato (ou seja, precisa devolvê-la caso cancele o serviço), mas precisa pagar taxa de adesão de R$ 250,00 caso não seja cliente de banda larga, telefone fixo ou celular pós-pago da operadora.

Talvez fosse mais fácil (e barato) para a Claro crescer no IPTV com um modelo do negócio que não exigisse uma TV Box. É perfeitamente possível criar um aplicativo para smart TVs e vender apenas a assinatura, sem a necessidade de lidar com equipamentos e altas taxas de adesão.

Com informações: Telesíntese,

Nenhum comentário

Deixe seu comentário