Destaques

Primeiro ‘Caldeirão do Huck’ de volta ao estúdio vai ao ar neste sábado

foto:divulgaç;ao/TV Globo


O ‘Caldeirão do Huck’ está de volta ao seu palco, já tão conhecido pelo público: o “Estúdio E”, nos Estúdios Globo. E se antes as pessoas iam até o estúdio para assistir às gravações, agora é o programa que "entra" na casa delas. É neste clima – distante presencialmente, porém mais próximos do que nunca – que Luciano Huck comanda o seu ‘Caldeirão’ neste sábado, dia 11, quando vai ao ar o programa que marca o retorno da atração ao seu lugar de origem. A 'família Caldeirão', como ele carinhosamente chama seu público, estará presença através de um telão, interagindo com o apresentador ao longo de todo o programa.
O quadro ‘Gonga la gonga’ é uma das atrações da semana. Os convidados que compõem o júri são Thaís Fersoza, Leandro Hassum e Jessica Ellen, que ainda participam – assim como os candidatos – por chamada de vídeo. Já Huck interage com todos pelo telão do estúdio. A bancada do “noticiário” ‘Que tal um pouco de esperança e boas notícias?’, que nasceu na casa do apresentador durante a pandemia com a contribuição dos três filhos Eva, Joaquim e Benício, segue sendo gravada por Huck em casa.
Também neste sábado, o ‘Caldeirão do Huck’ exibe mais uma matéria da série especial comemorativa aos seus 20 anos e relembra a história de Nadine, de 54 anos. A moradora de Recife fundou o “Projeto Amor e Esperança”, há 16 anos, para atender crianças e adolescentes do Brejo do Beberibe com reforço escolar, aulas de música, capoeira e alimentação, e oferecer cursos de artesanato para mães e pais. Além de reexibir a história da recifense, Luciano também bate um papo virtual com ela para saber o que mudou em sua vida e no projeto desde outubro de 2019, quando a matéria foi ao ar pela primeira vez.
O ‘Caldeirão’ reexibe a edição do ‘The Wall’ que teve João Lúcio e André, de Goiânia, como participantes em janeiro do ano passado. Os dois testaram seus conhecimentos e sorte no quadro para tentar ganhar o valor em dinheiro necessário para custear o projeto “Reciclando Patas”, que produz cadeiras de rodas para cachorros com dificuldade de mobilidade.


Nenhum comentário

Deixe seu comentário