Destaques

HBO anuncia seis novos projetos brasileiros




Com foco na retomada das produções, a HBO anuncia seis novos títulos brasileiros, incluindo três produções originais que já estão em desenvolvimento: "Área de Serviço", comédia criada e escrita por Pedro Cardoso e Graziella Moretto; "O Amor Segundo Buenos Aires", que transporta para as telas o livro homônimo do jornalista Fernando Scheller; e "O Beijo Adolescente", série de fantasia baseada no universo das HQs de Rafael Coutinho. Três coproduções documentais completam o pacote anunciado pela HBO no Brasil.
Com criação e roteiro assinados por Pedro Cardoso e Graziella Moretto, "Área de Serviço" apresenta humor afiado para abordar a relação entre diferentes classes sociais. Nascido no Brasil, mas criado desde pequeno em Portugal, Jacinto é um homem de negócios que volta ao país em busca de informações sobre a mãe que não conheceu. Hospedado na mansão de uma tia, ele passa a conviver com os numerosos empregados que ali trabalham, passando por situações inusitadas. A diretora Monique Gardenberg também participa do desenvolvimento da produção.
Baseado no livro homônimo do jornalista brasileiro Fernando Scheller, quem também integra o time de roteiristas da produção, "O Amor Segundo Buenos Aires" acompanha Hugo, um brasileiro que se muda para a capital argentina para acompanhar a namorada, Leonor, que vai estudar dança. À medida que o romance esfria, Hugo vai se apaixonando pela cidade e conhecendo as histórias de outras pessoas.
Já "O Beijo Adolescente", série de fantasia que nasceu das graphic novels de Rafael Coutinho, conta com a participação do próprio autor como consultor. A história se passa em um mundo em que os adultos não têm cor e apenas os jovens são coloridos. Nessa realidade, certos adolescentes manifestam algum tipo de superpoder ao darem o primeiro beijo – essa é a porta de entrada para a gangue-empresa "O Beijo Adolescente", que está subvertendo o mundo dos adultos.
Além das séries originais, três coproduções documentais estão previstas para a HBO. Os projetos abordam respectivamente o sistema judiciário nacional, a educação de meninos e a história do skatista Bob Burnquist. São eles: "Odilon, réu de si mesmo", documentário coproduzido com a produtora Yourmama que irá retratar o isolamento em que vive o juiz federal Odilon de Oliveira, responsável pelas condenações de nomes que marcaram o crime organizado no Brasil, como Fernandinho Beira-Mar e Juan Carlos Abadia; "Coisa de Menino", com direção de Guto Barra e Tatiana Issa (de "Fora do Armário", também para a HBO), que mostra como o enraizado machismo passou a ser hoje reconhecido como "masculinidade tóxica" e questiona valores, costumes e pilares da sociedade brasileira, trazendo à tona questões ligadas à criação e à educação de meninos; e "Bobiography", série documental coproduzida com Goma Filmes e Vetor Filmes que busca revelar quem é o homem por trás do ídolo do skate Bob Burnquist.
"Nestes últimos meses, estivemos trabalhando com produtoras brasileiras no desenvolvimento de novo conteúdo nacional, para levar ainda mais histórias originais e inovadoras a um público de todo o mundo", comenta em nota Roberto Rios, vice-presidente Corporativo de Produções Originais da HBO Latin America. "O conteúdo brasileiro é muito bem recebido também internacionalmente e nossas produções foram inclusive incluídas na nova plataforma HBO Max, nos Estados Unidos. Para continuar com esse trabalho, estamos focados neste momento na análise de novos projetos e no desenvolvimento de roteiros", completa o executivo.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário