Destaques

Turner deve entrar na justiça contra clubes por quebra de cláusulas contratuais

(Reprodução/Máquina do Esporte)


Sem acordo com nenhum dos oito clubes com os quais tem contrato (Palmeiras, Santos, Bahia, Ceará, Fortaleza, Athletico, Coritiba e Internacional), a Turner deve entrar na justiça após o dia 30 de junho contra todas as agremiações. É o que informa o UOL Esporte.

O argumento do grupo de mídia é quebra de diversas cláusulas contratuais por parte dos clubes como a confidencialidade do contrato em entrevistas para a imprensa e a permissão dada por clubes para que a Globo transmita jogos para a mesma cidade onde eles são realizados. Já os times alegam que a programadora não quis um acordo para forçar a rescisão sem pagamento de multa que, somados todos os times, chega a R$ 2,1 bilhões.

O clube que mais negociava um entendimento era o Internacional, inclusive com a contratação de escritório de advocacia para representa-lo. As primeiras rodadas tiveram um bom entendimento, e até ida à Justiça chegou a ser descartada, mas a empresa e os gaúchos começaram a discordar em relação a valores.

Uma nova reunião entre Turner e Inter acontecerá na semana que vem, mas o clube vê a programadora novamente dificultando o acordo. O contrato entre gaúchos e o grupo Turner vai até o fim da temporada 2020 e, na teoria, era mais fácil de resolver pela multa baixa em relação aos outros clubes.

Os outros clubes, que negociam em bloco uma solução e contrataram a empresa Livemode para intermediar as conversas, também não tiveram avanços. O contrato deles com a programadora vai até 2024. Sem chegar em um ponto comum, a Turner notificou os clubes e afirmou que se até a próxima terça (30) não se chegar a um denominador comum sobre a continuidade ou não do contrato, pretende abrir processo judicial.

"A Turner notifica os Clubes a apresentarem uma proposta para que se alcance uma solução definitiva para a questão até 30 de junho de 2020. Na ausência dessa proposta, a Turner entenderá que não há interesse dos Clubes em prosseguir nas tratativas e tomará as medidas cabíveis, na forma do Contrato", diz trecho da notificação.


Nenhum comentário

Deixe seu comentário