Destaques

Dirigentes estão otimistas e Turner cautelosa quanto aos efeitos da MP dos direitos de transmissão


(Reprodução/Máquina do Esporte)

A Medida Provisória 984 editada pelo presidente Jair Bolsonaro empolgou vários dos oito clubes que venderam seus direitos de TV fechada para a Turner. Dirigentes de várias das equipes que fecharam contrato com a empresa norte-americana acreditam que a MP pode provocar um aumento drástico na grade e mudar o panorama atual das transmissões.

Segundo o UOL Esporte, diversos dirigentes e departamentos jurídicos acreditam que a medida passa a valer imediatamente e que a Turner poderia transmitir na TV fechada todos os jogos de clubes com os quais tem contrato, quando mandantes. Isso aumentaria a grade da emissora, que poderia chegar a 154 jogos, tornando o produto mais lucrativo e interessante para todos os envolvidos e, quem sabe, fazendo com que o litígio atual junto aos clubes seja resolvido.

A Turner, no entanto, não dá sinais de comprar essa briga ou de colaborar com o otimismo de parte dos clubes com os quais tem contrato. Procurada, a programadora afirmou que "está analisando a medida provisória e avalia possíveis impactos da nova regulação".

Nos bastidores, porém, há receio de deflagrar uma batalha jurídica longa e custosa e uma tendência, em um primeiro momento, em concordar com a interpretação da concorrente Globo que entende, que enquanto estiverem em vigor contratos assinados antes da MP ser editada, prevalece a regra anterior: uma emissora só pode transmitir uma partida se tiver direitos de ambas as equipes participando.


Nenhum comentário

Deixe seu comentário