Destaques

Operação financeira do FOX Sports afastou possíveis interessados


(Reprodução)

Com o voto favorável do relator do Cade (Conselho Administrativa de Defesa Econômica), Luis Henrique Bertolino Brado, a fusão da Disney com a FOX deve ser definitivamente aprovada pelo órgão federal na sessão da próxima quarta-feira (6).


Em fevereiro do ano passado, o Cade condicionou a aprovação a venda do FOX Sports pela Disney. Desde então, algumas empresas mostraram interesse superficial, outras avançaram com propostas: o serviço de streaming DAZN, a produtora europeia Mediapro e a Simba, que é uma sociedade entre a Record TV, SBT e RedeTV. Nenhuma delas agradou. Ainda teve o interesse concreto da RioMotorsports, que não mostrou garantias financeiras para fechar o negócio.Nenhuma das empresas, porém, cumpriu os requisitos impostos pelo Cade, que percebeu que, depois de nove meses, decidiu rever o processo do caso.

LANCE! informa que um dos grandes motivos que acabou afastando possíveis interessados foi a operação financeira do FOX Sports no Brasil, que fez grandes investimentos ao longo dos anos. Fontes relataram que o prejuízo financeiro foi tão impressionante que, caso a emissora não fosse administrada por uma empresa tão grande e tão bem estabelecida economicamente, seria um início de uma enorme crise financeira.

A decisão do relator do Cade pontuou, no entanto, um item importante sobre a aprovação da fusão: garantias sobre a manutenção dos empregados, das estruturas e, além disso, a continuidade do funcionamento do canal como FOX Sports. Isto entra em conflito com as intenções da Disney sobre toda a fusão, já que o processo padrão em outros países foi o fim do FOX Sports e a integração ao nome ESPN. A decisão não é definitiva e será revista assim que tudo for concretizado, mas mostra uma postura ainda conservadora por parte do Cade em relação ao processo.

Ainda em conformidade com o LANCE!, o sentimento com a notícia do sinal verde concedido pelo relator do Cade foi de alívio nos corredores do FOX Sports com a aproximação do fim de todo o longo e árduo processo que durou dois anos.

Tanto o FOX Sports quanto a ESPN, continuavam seus planejamentos, mas sempre com o asterisco sobre a incerteza do dia de amanhã. Eram muitas possibilidades: um novo dono, a continuação do canal ou até mesmo o fim da marca e a integração com a ESPN Brasil, que é o cenário que interessa a Disney. A próxima semana será repleta de novidades para os dois canais e todos os funcionários, que, enfim, irão descobrir o que de fato irá acontecer.


Nenhum comentário

Deixe seu comentário