Destaques

Grandes jogos da Premier League dificilmente passarão no FOX Sports

(Reprodução)


A fusão dos canais FOX Sports e ESPN confirmada pelo Cade aumentará a base da ESPN no Brasil para no mínimo 10 milhões de assinantes, que é o número de clientes da TV paga que assinam atualmente os canais Fox Sports - a ESPN tem 7 milhões. A informação é do Notícias da TV. Além disso, a junção faz com que a Disney (dona dos dois canais) fique com 36% da audiência dos canais esportivos da TV por assinatura e ganhe mais força contra o Grupo Globo, que detém 57% com o SporTV.

Sobre o compartilhamento de eventos, o site informa que dificilmente a Disney optará por colocar grandes jogos, como os do Campeonato Inglês, no canal de uma marca (FOX Sports) que continua sendo sua rival nos Estados Unidos.

Até janeiro de 2022, o objetivo será aumentar a base de assinantes e a audiência da ESPN. Após a fusão, uma das expectativas do mercado é que a Disney se coloque como uma rival mais forte do Grupo Globo, da Turner e até do DAZN na disputa pelos direitos esportivos de transmissão.

Nessa linha, uma hipótese seria a Disney, para compensar a retração da TV paga, oferecer pay-per-view da Libertadores em um aplicativo de streaming. Em 2022, a ESPN terá direito a exibir a Libertadores sozinha na TV por assinatura.


Nenhum comentário

Deixe seu comentário