Destaques

Após redução no futebol, Rede Globo para de pagar confederações

Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA)

Na semana passada, a Globo comunicou às confederações de modalidades esportivas com as quais tem contrato de que, devido à falta de eventos ao vivo e à necessidade de reduzir custos neste primeiro momento, ela precisaria suspender o repasse de verbas. A informação foi publicada pela Máquina do Esporte.

A primeira entidade a soltar um comunicado oficial sobre a situação foi a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), responsável por natação, maratona aquática, nado artístico, polo aquático e saltos ornamentais. Na noite deste domingo (3), a entidade confirmou que o repasse de verbas da Globo foi suspenso, mas que tenta com a emissora um acordo para que os vencimentos do mês de maio sejam mantidos.

"Desde o aviso do Grupo Globo, a diretoria da CBDA está em tratativas para que a situação seja revertida e que as partes sigam a parceria das últimas décadas", declarou a CBDA, em uma nota oficial em que afirma que foi avisada um dia antes do pagamento efetuado mensalmente pela Globo de que não receberia este mês.

O aviso em cima da hora pegou a entidade desprevenida, tanto que ela abriu negociação para que o pagamento de maio seja mantido. "Estamos seguros de que, pelo menos este mês, será honrado pelo Grupo Globo (o pagamento)", diz a nota.

A Globo não se pronunciou oficialmente sobre o aviso enviado às confederações. A emissora tem feito um plano de refinanciamento do pagamento ao esporte, que está sem competições há quase dois meses por conta da pandemia do coronavírus. A ideia não é cancelar contratos nem reduzir o valor pago, mas diminuir o repasse neste momento sem competições, já que a emissora também perde verba sem dar entrega aos seus patrocinadores.


Nenhum comentário

Deixe seu comentário