Destaques

Mauro Cézar fala sobre imbróglio entre Turner e clubes

(Reprodução/ESPN)

O comentarista Mauro Cézar Pereira, em sua coluna publicada neste domingo (19), na Gazeta do Povo, colocou na berlinda a questão dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro, diante do imbróglio entre a Turner e os oito clubes (Athletico, Bahia, Ceará, Coritiba, Fortaleza, Internacional, Palmeiras e Santos) com quem tem acordo para exibir duelos do certame nacional.

Mauro coloca no debate o que a Globo teria a ver com o mal estar entre os clubes a programadora dona da marca Esporte Interativo. Segundo ele, o Grupo Globo sente-se em situação confortável em meio ao impasse. É que no ano passado, exceto pelos jogos do Athletico, foi possível contar com os demais clubes em pay-per-view (PPV), e todos, inclusive o clube paranaense, estiveram na TV aberta.

Para este ano, a Globo já comprou direito de TV aberta e PPV de 18 dos 20 times da Série A, faltando apenas RB Bragantino e Coritiba. "Com isso, falta pouco para que possa mostrar todos os times, a única limitação seria não exibir em seu canal fechado, o Sportv, partidas de Athletico, Bahia, Ceará, Coritiba, Fortaleza, Internacional, Palmeiras e Santos. Nada traumático ante a prioridade que vem sendo dada ao pay-per-view, uma maneira de estimular o torcedor a assinar o pacote fechado", analisa Mauro.

Ainda no entendimento do analista, "a Globo não precisa comprar esses direitos para TV fechada, caso a Turner deixe o caminho livre, rompendo com os oito clubes que mantém sob contrato. Isso mesmo, ela pode muito bem não mostrar jogos dessas oito equipes no Sportv, pois as terá na televisão aberta e no PPV. Poderia comprar tais direitos? Sim, mas hoje, para ela, não é fundamental", finalizou.


Nenhum comentário

Deixe seu comentário