Destaques

Globo quer reduzir valor das cotas de TV do Brasileirão e desagrada clubes


(Reprodução)

Em sua coluna no UOL Esporte desta segunda-feira (27), o jornalista Marcel Rizzo informou que a Globo avisou aos clubes, por meio de carta, que pretende diminuir drasticamente os valores mensais pagos em abril, maio e junho referentes a parte da cota de direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro e, no primeiro momento, a proposta não agradou e assustou alguns cartolas. A emissora pagou integralmente as cotas de janeiro, fevereiro e março.

A Globo paga mensalmente valores referentes à cota fixa que os clubes recebem pelos direitos de transmissão em TV aberta e fechada da Série A, uma bolada que no total gira em torno de R$ 440 milhões. Na carta a emissora informou que o motivo do corte é a pandemia do novo coronavírus.

"Foi apresentada de fato uma proposta para reprogramar pagamentos diante das circunstâncias atuais, que envolvem paralisação do calendário nacional e consequentes desafios impostos por isso. Os clubes estão debatendo e avaliando, o que é natural", disse Fernando Manuel Pinto, diretor de direitos esportivos da Globo.

Na carta enviada aos clubes, a Globo diz que "ainda não é possível dimensionar a extensão dos danos já provocados ou calcular todas as consequências futuras da crise deflagrada pela pandemia. Diante desse cenário, o momento requer união e esforço de todos, para que, de forma colaborativa, possamos enfrentar os desafios que essa crise sem precedente coloca diante de nós".

A emissora diz que é uma reprogramação nos pagamentos e que, por enquanto, os valores e pagamentos previstos para o Pay-Per-View continuam mantidos como previstos nos contrato.


Nenhum comentário

Deixe seu comentário