Destaques

Suspensão e cancelamento de campeonatos afetam programação esportiva no Brasil


Reprodução/Getty Images

Os canais esportivos são os mais afetados pelos efeitos da pandemia do Covid-19, o Coronavírus, na TV paga. Enquanto os canais noticiosos ganham ainda mais relevância e os canais de séries, filmes, infantis e non-scripted têm uma oportunidade de visibilidade para uma base significativamente maior, os canais esportivos perdem seus principais assets. Temporadas de campeonatos das mais variedades esportivas estão sendo canceladas, com potenciais efeitos sobre contratos de licenciamento e de patrocínio, e deixando um buraco nos horários mais nobres de programação.
Questionado por este noticiário o Grupo Globo afirmou que nenhum evento pay-per-view foi cancelado até o momento, preservando, portanto, os à la carte Combate e Premiere. Tanto o UFC quanto os jogos de futebol que fazem parte do Premiere estão sendo realizados sem público, com transmissão e cobertura da Globo.
No entanto, até aqui, foram cancelados eventos importantes transmitidos pelo grupo como Libertadores da América, Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, Fórmula 1 e NBA.
Já no BandSports, do Grupo Bandeirantes, a grande perda está no Tênis, modalidade na qual o canal vem apostando mais fortemente. Segundo o diretor do BandSports, Denis Gavazzi, como a ATP (Associação dos Tenistas Profissionais) suspendeu os torneios por seis semanas, o canal perderá três torneios da grade.
A Turner também perdeu um valiosíssimo asset, a Champions League na temporada 2019-2020, que foi suspensa. 
Espaço ocupado
Segundo o Grupo Globo, os horários dos eventos cancelados serão considerados caso a caso. "Estamos acompanhando todos os desdobramentos do avanço da pandemia e estamos prontos para acomodar qualquer mudança ou cancelamento", aponta a área de comunicação do grupo.
Já o BandSports seguirá com programas jornalísticos e exibirá grandes momentos do esporte, "como importantes jogos, finais de futebol do rico arquivo e grandes finais de Roland Garros".
A estratégia também foi adotada pela Turner. Nesta terça, 17, a TNT exibe um dos grandes jogos da história da Champions League: Barcelona x PSG nas oitavas de final na temporada 2016-2017. A partida ficou marcada como o jogo que mudou a vida de Neymar. Mesmo tendo sido o destaque da partida do Barcelona, foi Messi quem recebeu as capas de jornal no dia seguinte. Levando o brasileiro a sair de Barcelona e desembarcar em Paris. Na quarta, 18, é a vez de Juventus x Real Madrid nas quartas de final da mesma temporada.
A ESPN não detalhou quais eventos deixarão sua grade, mas apontou que "trabalha em atualizações na grade de programação em seus quatro canais no Brasil". Para preservar a segurança de sua equipe de colaboradores, a ESPN reduzirá o número de horas ao vivo na programação. Com as atualizações, a grade jornalística da ESPN Brasil ficará da seguinte maneira, de segunda a domingo:
– 14h-15h: "SportsCenter"
– 15h-17h: "ESPN Debate"
– 17h-18h30: "Compactos de jogos e programas especiais"
– 18h30-20h: "Futebol Na Veia" ("Linha de Passe" será exibido no horário às segundas e sextas)
– 20h-21h30: "SportsCenter"

Contratos
Segundo a Band, os contratos de patrocínio estão sendo tratados caso a caso, de acordo com as entregas.
Já a Globo aponta que os cancelamentos de eventos serão tratados de forma negociada com seus realizadores, assim como com os patrocinadores, segundo as condições contratuais das respectivas negociações. "Estamos certos de que é comum a todos a preocupação maior com a saúde do que com eventuais perdas/ganhos financeiros".
Com informações,TELA VIVA

Nenhum comentário

Deixe seu comentário