Destaques

Grupo Globo teve queda de 4% nas receitas em 2019 e de 37% no lucro



O balanço do Grupo Globo referente a 2019 mostra uma redução na receita líquida do grupo com atividades de venda, publicidade e serviços, de R$ 14,7 bilhões em 2018 para R$ 14,1 bilhões em 2019, uma queda de 4%. A redução foi praticamente a mesma olhando-se apenas a controladora (primordialmente a TV Globo), cuja queda foi de R$ 10,06 bilhões em 2018 para R$ 9,68 bilhões em 2019.
Os custos com vendas caíram um pouco, mas as receitas operacionais se mantiveram praticamente estáveis. Com isso, o resultado operacional líquido, que já vinha negativo na controladora, continuou em queda, de R$ R$ 530 milhões negativos em 2018 para R$ 572,5 milhões negativos em 2019. No consolidado do grupo, que inclui os negócios de TV por assinatura, o resultado operacional ainda foi positivo, de R$ 573 milhões, contra pouco mais de R$ 1 bilhão de resultado operacional positivo em 2018. A queda é proporcional à receita menor, que certamente se explica pela queda de base no mercado de TV por assinatura e publicidade, e à continuidade dos investimentos em conteúdo e tecnologia, incluindo no serviço Globoplay.
A receita financeira decorrente dos investimentos do Grupo Globo também teve queda. Foi de R$ 1,06 bilhão em 2018 para R$ 798 milhões. Com isso, o lucro líquido no exercício foi de R$ 752 milhões, contra R$ 1,2 bilhão em 2018. Queda de 37%. O grupo terminou o ano com um caixa de R$ 2,9 bilhões, contra R$ 2,72 bilhões no final do exercício de 2018, fora títulos e valores mobiliários, que totalizaram R$ 7,6 bilhões, contra 7,47 bilhões no final de 2018 . A distribuição de dividendos aos acionistas em 2019 foi de R$ 400 milhões, contra nenhuma distribuição em 2018.
Com informações,TELA VIVA

Nenhum comentário

Deixe seu comentário